Brasil Sub-20 enfrenta o México com trio do Palmeiras

A Seleção Brasileira Sub-20 enfrentou o México hoje (25) com três jogadores do Palmeiras no time titular. A equipe inicia a partida com a seguinte escalação:

 

  • Hugo Souza (Flamengo)
  • Emerson (Ponte Preta)
  • Matheus Thuler (Flamengo)
  • Vitão (Palmeiras)
  • Luan Cândido (Palmeiras)
  • Victor Bobsin (Grêmio)
  • Jhonny Lucas (Paraná)
  • Alan (Palmeiras)
  • Mauro Junior (PSV)
  • Igor (SPFC)
  • Richard (Inter)

Com isso, o Palmeiras foi o clube com mais atletas no time titular da Seleção. Lembrando que os atacantes Fernando e Papagaio foram dispensados da convocação, a pedido do Verdão, para serem opções ofensivas no mata-mata do Paulistão.

O amistoso é uma preparação para a categoria, que enfrentará um ano importante em 2019. No próximo ano, a equipe disputa o Sul-Americano Sub-20 que vale a classificação para a Copa do Mundo no mesmo ano e para a Olimpíadas de Tóquio em 2020.

O jogo Brasil e México foi realizado na Arena da Amazônia às 18h (19h de Brasília) com transmissão exclusiva pelo Twitter, no perfil oficial da Confederação Brasileira de Futebol: @CBF_Futebol. A transmissão alcançou mais de 350 mil espectadores.

Atuação de Alan Guimarães

Alanzinho vestiu novamente a camisa 10 da Seleção Brasileira. Acostumado a usá-la desde o Sub-15, Alan sentiu falta dos seus tradicionais companheiros Vinicius Jr e Paulinho.

O ataque da Seleção Sub-20 teve um pouco menos de velocidade do que se esperava, só conseguindo ser revertido no segundo tempo com a entrada de alguns jogadores mais móveis, como Toró do SPFC.

Alan formou com Mauro Jr, do PSV, uma dupla muito técnica e de bom passe. Fica claro que a visão de jogo do meia é muito acima da média para a idade. Alan consegue cadenciar o jogo e acelerar com passes agudos com a mesma precisão.

2018 é o primeiro ano de Alan no Sub-20. Esta é uma etapa fundamental no desenvolvimento do atleta, já que a questão física e velocidade do jogo ficam mais intensas. Na própria seleção, Alan é um dos mais jovens. O meia é da geração 00. A maioria do time é nascida no ano de 1999.

Não há dúvidas que o físico ainda é algo que preocupa. O jogador foi, inclusive, substituído no segundo tempo. No entanto, esta questão não diminui seu talento, apenas exige paciência do clube e da torcida no processo de lapidação.

Alan está amadurecendo seu jogo, ajudando a equipe desde a saída de bola na defesa e a organização do jogo ofensivo. Tudo para ser um grande ritmista.

O Palmeiras tem uma joia.

Atuação de Vitão

Vitão atuou ao lado do também bom Matheus Thuller, zagueiro do Flamengo. Assim como Alan, o zagueiro do Palmeiras também é nascido em 00 e um pouco mais jovem que os demais companheiros. Ambos estão no primeiro ano de Sub-20.

Diferente de como atuava na Seleção Sub-17 e no Palmeiras durante a Copinha, Vitão atuou pelo lado esquerdo da defesa. Bom para o Palmeiras que ele possa se desenvolver deste lado do campo, já que é, no momento, a principal incerteza no time principal.

A Seleção Sub-20 sofreu alguns sustos na defesa. Os erros foram mais relacionados a organização coletiva, a recomposição na hora do contra-ataque mexicano do que por problemas individuais dos atletas.

Atuação de Luan Cândido

Luan é o caçula da Seleção Sub-20, com recém completos 17 anos. Se já falamos sobre o fato de Alan e Vitão serem um pouco mais novos que os demais, o que falar então de Luan que nasceu em 2001?

O lateral esquerdo foi reserva no amistoso anterior e ganhou a posição nesta partida. Assim como Vitão, ele atuou por 90 minutos.

Luan tem treinado com o profissional desde meados de fevereiro, o que deve ter ajudado também em sua dinâmica de jogo e confiança. Em sua estreia pela Seleção, no Mundial Sub-17 do ano passado, Luan apresentou ainda muita insegurança e falhas defensivas.

Para quem não sabe, Luan atuava como ponta e foi deslocado para a lateral no ano passado. Por isso, é impressionante como o jogador conseguiu rapidamente alcançar a titularidade da Seleção Brasileira em uma categoria acima da sua idade.

No ano passado, em entrevista ao site Nosso Palestra, o coordenador da base do Palmeiras, João Paulo Sampaio, já havia alertado sobre o jogador. Ao falar dos destaques como Maílton (emprestado no momento ao Santa Cruz) e Matheus Bahia (não faz mais parte do elenco), exaltou a necessidade do crescimento de Luan e de impulsionar seu desenvolvimento em uma categoria acima ou com os profissionais.

“Atleta mais novo, mas que já deve passar alguns processos na base conosco. Deve pular algumas etapas, subir para a categoria Sub-20 já no ano que vem, por exemplo, para não demorar a ser aproveitado”, João Paulo Sampaio sobre Luan Cândido.

A tendência é que ele seja lapidado para se tornar cada vez mais completo. A altura, explosão e personalidade já ajudam naturalmente nesse processo.

 

Quer ficar por dentro de tudo da Base do Palmeiras? Acompanhe nossas redes sociais:

Twitter: @BasePalmeiras

Instagram: @basedopalmeiras

Facebook: facebook.com/basepalmeiras/

Deixe uma resposta